Banco do Brasil será Privatizado?

0
196
Brasil, Rio de Janeiro, RJ. 22/06/2010. Pedestres caminham em frente à fachada de agência do Banco do Brasil, no centro do Rio de Janeiro. - Crédito:PAULO VITOR/AGÊNCIA ESTADO/AE/Codigo imagem:81162
Brasil, Rio de Janeiro, RJ. 22/06/2010. Pedestres caminham em frente à fachada de agência do Banco do Brasil, no centro do Rio de Janeiro. – Crédito:PAULO VITOR/AGÊNCIA ESTADO/AE/Codigo imagem:81162

Banco do Brasil anuncia fechamento de 361 unidades – 112 agências, 7 escritórios e 242 postos de atendimento. Além de abertura de dois programas de demissões voluntárias com adesão de 5 mil funcionários. Diante de uma pandemia, Governo Federal não está sensível a preservação de empregos. De acordo com a Associação Nacional dos Funcionários do Banco do Brasil, veem como “cortina de fumaça” para uma possível privatização do Banco do Brasil.

Não atingirá apenas os funcionários dos bancos, mas também os funcionários de empresas terceirizadas, como: ASG, vigilantes, serviços de manutenção, e vários outros ligados diretamente e indiretamente as unidades do BB. Com uma pandemia sem controle com mais de 200 mil mortes batendo a porta dos brasileiros e o pensamento do Governo é demitir e privatizar.

O presidente da ANABB, Reginaldo Fugimoto, “alerta que a medida trará reflexo negativo para milhões de clientes do banco, desconsiderando a realidade brasileira.” (Estado De Minas)

Portanto, serão excluídos do mercado de trabalho milhares de vigilantes que atuam no Banco do Brasil em todo o país. Muitos trabalhadores vivem um momento de incertezas e sem perspectivas alguma de continuar no seu emprego. “É lastimável o que está acontecendo com os trabalhadores brasileiros, é um absurdo que tenhamos que conviver com práticas de desemprego em um momento tão delicado em que nós nos encontramos.” (Coord. Sindsegur, Pablo Henrique)