Postos de vigilância da UERN estão em greve

Por assessoria de imprensa | Fotografia: Taian Marques

470_4713

Os postos de vigilância da UERN amanheceram com apenas 30% dos vigilantes trabalhando. O motivo é a greve da categoria que iniciou nesta segunda-feira (07/3) em todas as unidades da UERN, na capital e no interior do estado.

No campus Natal os trabalhadores cruzaram os braços e realizaram um ato público para denunciar o atraso de pagamento da empresa Flash. O coordenador geral do Sindsegur, Francisco Benedito (Bené), afirma que a greve vai continuar até que a empresa coloque os salários dos vigilantes em dia. “Essa prática de atrasar os salários dos trabalhadores tem que acabar. Senão, toda vez que o patrão atrasar salário o vigilante vai paralisar os postos de serviços”.

Fique alerta e venha pra luta.

COMPARTILHAR