Luta do Sindsegur garante pagamento dos vigilantes do Idema

0
434

Diariamente nossa entidade está na luta para combater os abusos praticados pelas empresas de vigilância no Rio Grande do Norte.

Nesta quarta-feira, 26 de janeiro, o Sindsegur participou de uma reunião com representantes da DMB Segurança e do Idema com objetivo de solucionar o problema dos constantes atrasos nos salários dos vigilantes do referido órgão.

Na ocasião esteve presente o proprietário da empresa DMB Diego Fernandes, acompanhado do advogado da empresa e do diretor financeiro, o diretor geral do Idema Leon Aguiar, além do fiscal, gestor do contrato e o representante do setor financeiro do órgão.

Durante a reunião coordenadora geral do Sindsegur expôs a indignação do sindicato e cobrou uma solução breve para que a situação dos atrasos de salário e vale alimentação dos vigilantes que trabalham nos postos de serviço do Idema seja solucionado.

De acordo com Dalcilene, essa situação se estende a aproximadamente um ano e todos os meses é necessário que o nosso sindicato notifique a empresa e órgão contratante além de realizar manifestações até que o pagamento seja efetuado. Além disso, também foi cobrado o pagamento das férias atrasadas dos vigilantes.

Segundo o proprietário da empresa, os débitos relativos aos salários atrasados serão quitados ainda nesta quarta-feira e o pagamento das férias em aberto será pago ao longo da semana.

Os representantes do Idema informaram inclusive, que o contrato com a empresa DMB está em caráter excepcional, pois já existe uma licitação em andamento para que uma nova empresa assuma o contrato.

“O trabalhador é a base de uma empresa, deve se haver respeito mutuo das duas partes entendendo que não existe patrão sem empregado nem empregado sem patrão. O nosso sindicato não tem interesse algum em estar em conflito com empresas nem com contratantes o único objetivo é solucionar os problemas relativos aos direitos dos trabalhadores.” Declarou Dalcilene.

Vale ressaltar, que a reunião e o pagamento dos trabalhadores ocorreu após a repercussão da paralisação das atividades no Cajueiro de Pirangi na última terça-feira (25/01), onde inclusive os turistas que estiveram no local não conseguiram entrar devido a falta de segurança. Mais uma vitória fruto da luta organizada pelo Sindsegur.

O nosso sindicato está diariamente combatendo o atraso de salário e o descumprimento dos direitos trabalhistas. Para isso vai continuar cobrando das empresas e dos gestores de contratos o merecido respeito. Vamos fortalecer a mobilização para fazer valer nossos direitos.