Reunião no Ministério Público cobra cumprimento da cota para PcD e aprendiz

0
162

O SINDSEGUR participou nesta quinta-feira (14/2) de uma reunião no Ministério Público do Trabalho, juntamente com o Sindicato das Empresas de Segurança Privada (Sindesp/RN), para tratar sobre o cumprimento de cotas para Pessoas com Deficiência (PcD) e aprendizes.

Segundo o coordenador geral do nosso sindicato, Pablo Henrique, não justifica o Sindesp/RN afirmar que não existe PcD e aprendiz qualificado para assumir a função, pois esse profissional pode ser encontrado, por exemplo, através das academias de formação. “Vamos continuar na luta pelo cumprimento da referida cota para garantir emprego a esses vigilantes que são discriminados no mercado de trabalho”.

O SINDSEGUR orienta ao PcD que não estiver trabalhando procurar o sindicato e entregar o seu currículo para ser encaminhado ao Ministério Público.