Chega de violência!

0
7

//Por assessoria de imprensa

 

Os vigilantes têm sido alvo de frequentes ataques de bandidos no RN.

img_5702

O mais grave é que os vigilantes estão sendo vítimas fatais das ações desses criminosos, que além de roubar armas e coletes atacam contra a vida dos trabalhadores. Enquanto o colega Jaymeson Nunes ainda se recupera de um tiro que o deixou paraplégico, durante assalto no dia 4 passado, mais dois postos de vigilância foram alvo de criminosos. No dia 11 dois homens armados roubaram a arma e o colete do vigilante que prestava serviço no cartório de Igapó. Nesta quarta dia 13 mais um companheiro teve a sua arma roubada, e foi esfaqueado, enquanto trabalhava no posto de serviço da estação de tratamento da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern), na avenida Ayrton Senna, em Nova Parnamirim.

O Sindsegur está constantemente cobrando das empresas de segurança privada as condições de trabalho necessárias para proteger a vida desses profissionais que arriscam suas vidas no exercício da profissão. A ausência de portas giratórias com detector de metais em algumas agências bancárias e dos Correios é um entre tantos problemas que colocam em risco a vida dos trabalhadores e da população. A falta de uma política de segurança pública eficiente também facilita a ação de muitos crimes, pois não existe policiamento suficiente para combater a criminalidade que está cada vez mais crescente.

Por isso, a luta por melhores condições de trabalho e em defesa da vida é uma batalha constante do Sindsegur. Para isso, a direção do sindicato tem organizado inúmeras atividades para cobrar das empresas de vigilância e do poder público maior empenho no combate à violência.