Audiência no Ministério Público do Trabalho discute atraso de salários na Garra

Por assessoria de imprensa | Foto: Reginaldo Cruz

Nesta terça-feira (15/3) o Sindsegur participou de uma audiência no Ministério Público do Trabalho sobre o atraso de salários na Garra.

44709c12d8ba03e3770156ff06d30db3

Durante a audiência a diretoria do Sindsegur voltou a denunciar os constantes abusos da Garra Vigilância contra a categoria. Além de salários atrasados, até o momento, a empresa não pagou as férias de fevereiro nem o ticket alimentação. São inúmeras irregularidades praticadas contra os vigilantes que trabalham nos postos de serviços da Sesap (Secretaria de Saúde do Estado do RN).

Diante dessa situação, a representante da Sesap informou que no próximo mês de abril de abril haverá licitação, então o contrato com a Garra, que vence em agosto de 2016, deverá ser cancelado. Essa é uma reivindicação antiga do Sindsegur, pois há muito tempo que essa empresa abusa dos trabalhadores, desrespeitando os direitos trabalhistas.

O coordenador geral do Sindsegur, Francisco Benedito (Bené), informa que a conta da Garra está bloqueada pelo Tribunal Regional do Trabalho. “Então, é preciso que os vigilantes fiquem alertas e confiem no sindicato, pois estamos lutando o tempo todo pelo pagamento do salário em dia e a garantia de todos os direitos. Queremos é que os vigilantes patrimoniais do RN sejam respeitados”.

Além do coordenador geral do Sindsegur, os diretores Reginaldo Cruz e Agricio Enedino participaram da reunião no Ministério Público do Trabalho.

COMPARTILHAR