Interfort volta atrás após pressão do Sindsegur e suspende banco de horas

0
205

O Sindsegur realizou na tarde desta terça-feira, 30 de julho, um Ato Público em frente da sede da empresa Interfort, em Nova Descoberta, em Natal. O Sindicato denunciou um acordo individual que a empresa vinha obrigando os funcionários a assinarem, em que, com a desculpa de mudança no cartão de vale-alimentação, eles empurraram uma clausula que previa o banco de horas, ou seja, as horas extras não seriam mais pagas e sim transformadas em folga, contrariando a Convenção Coletiva de Trabalho.
Em mediação no Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) na manhã desta quarta (31), ficou acordado que a SMS, vai propor uma proposta de negociação dos débitos. Porém os 108 trabalhadores Vigilantes, irão dar continuidade aos seus trabalhos. A circular que a Interfort interpôs, foi desconsiderada pela a Gerente Geral. Um exemplo da força do Sindicato e da necessidade de união da categoria nesse momento de retirada de direitos dos trabalhadores.
Não fique sozinho, se associe e fortaleça o Sindsegur. Não se deixe influenciar por política partidária, o Sindicato é um instrumento de defesa dos trabalhadores e de seus direitos!

Ato Público em frente a Interfort, em Nova Descoberta (30/07)
Mediação no MTE, presença da Interfort, SMS e Sindsegur. (31/07)
Mediação entre a Interfort e a SMS em que foram salvos 108 empregos de vigilantes.