Câmara aprova projeto de lei que penaliza serviço de vigilância clandestino

0
337

Assessoria de comunicação // Fotos: Imagens da TV Câmara

A Câmara Municipal de Natal aprovou em seção ordinária nesta quinta-feira, 30 de agosto, o projeto de lei do vereador Sandro Pimentel que penaliza pessoas físicas ou jurídicas que contratarem serviço de vigilância patrimonial ou transporte de valores clandestino.

De acordo com o projeto, que foi protocolado em maio de 2013, quem contratar segurança clandestina poderá ser penalizado com multas e interdição do estabelecimento.

Segundo Sandro Pimentel, existem hoje no Rio Grande do Norte mais de 6.000 mil profissionais qualificados com treinamento específico e formação especializada para atuar no setor. Ele defende que “todos os estabelecimentos que precisam utilizar o serviço de segurança privada se obriga a contratar o profissional vigilante capacitado,isso ajuda a defender a vida dele próprio e demais pessoas”.

Para o coordenador geral do Sindsegur, Pablo Henrique, diante dos altos índices de desemprego este projeto gera uma expectativa aos trabalhadores que estão capacitados e esperando a oportunidade de entrar no mercado de trabalho.

Representantes do Sindsegur acompanharam nas galerias e comemoraram a aprovação do projeto de lei em defesa da categoria. É fundamental garantir condições para que o profissional da área de segurança possa exercer suas atividades com respeito e dignidade.