SINDSEGUR diz não à proposta de parcelar o Risco de Vida

0
28

0682

Às vésperas do ano novo, 30 de dezembro de 2013, o SINDSEGUR participou de uma reunião de mediação no Ministério Público do Trabalho, a pedido da Interfort Segurança e do Sindesp/RN (Sindicato das Empresas de Segurança Privada).

Na ocasião, o representante da Interfort, que também representou o Sindesp, propôs que os 10% do Risco de Vida seja parcelado em 4 vezes, a partir de fevereiro de 2014. “Veja só a ousadia dessas empresas, dizendo que não tem dinheiro para pagar aos vigilantes. Os empresários esqueceram que durante as negociações da data-base afirmaram na imprensa que só pagariam os 30% do Risco de vida com a regulamentação da Lei 12.740, que já está valendo. Agora vem com essa história de que não tem dinheiro”, afirmou o coordenador-geral do SINDSEGUR, Francisco Benedito (Bené).

Lembramos que no dia 2 de dezembro, no Ministério do Trabalho e Emprego, em Brasília, o ministro do trabalho, Manoel Dias, assinou a portaria que regulamenta o pagamento do adicional de 30% de risco de vida/periculosidade. A portaria foi publicada no Diário Oficial da União no dia 03/12 e já está em vigor a partir desta data.

“Lamentamos que esses empresários ainda não tenham acordado para a nova realidade. O sindicato agora é o SINDSEGUR, não é mais o Sindvigilantes. Por isso, não tentem subestimar a nossa inteligência. Nós defendemos os vigilantes da patrimonial do RN e não aceitamos nenhum acordo que prejudique essa categoria”, reafirmou Bené.

Estaremos sempre atentos e fortes para ir à luta em defesa dos direitos dos trabalhadores. Compartilhem todas as notícias do nosso site e redes sociais para fortalecer ainda mais a organização da categoria e da classe trabalhadora.